Os EUA acabaram por impor a sua superioridade
Foto: Timothy A. Clary/AFP

Pau Gasol marcou 24 pontos
Foto: Martin Bureau/AFP

Em 18 edições, os Estados Unidos venceram a medalha de ouro por 14 vezes
Foto: Martin Bureau/AFP

O jogo foi equilibrado até ao último período
Foto: Mark Ralston/AFP

LeBron James
Foto: Martin Bureau/AFP

O príncipe Felipe de Espanha viu o jogo ao lado da mãe, a rainha Sofia
Foto: Timothy A. Clary/AFP

Kobe Bryant esteve em destaque na parte final do jogo
Foto: Timothy A. Clary/AFP

LeBron James "afunda" e conquista mais dois pontos para os EUA
Foto: Christian Petersen/AFP

Os novos campeões olímpicos do basquetebol
Foto: Martin Bureau/AFP

EUA, Espanha e Rússia levaram as medalhas
Foto: Miguel Medina/AFP

A selecção de Espanha proporcionou um grande espectáculo
Foto: Mark Ralston/AFP

Basquetebol

EUA levam ouro mas apanham susto de um "dream team" espanhol

O resultado não surpreende ninguém, mas poucos esperavam uma oposição tão forte. O Team USA impôs-se a um autêntico "dream team" espanhol, por 107-100, mas Pau Gasol e companhia discutiram o resultado quase até ao fim.


O jogo foi sempre muito disputado, com a selecção espanhola – ÑBA, como é conhecida em Espanha – a chegar a estar em vantagem em alguns momentos, ainda na primeira parte. Ao intervalo, a diferença era de apenas um ponto, com vantagem para os EUA (59-58) – os norte-americanos venceram por 35-27 no primeiro período e os espanhóis venceram o segundo período por 31-24.

O terceiro período terminou com um empate (24-24) e a liderança dos EUA no jogo por apenas um ponto (83-82). A diferença só começou a avolumar-se um pouco no quarto e último período, que os EUA venceram por 24-18, terminando o jogo com uma vitória por 107-100.

O melhor marcador do jogo foi o norte-americano Kevin Durant, com 30 pontos. Na selecção espanhola o melhor marcador foi Pau Gasol, com 24 pontos.

No jogo de atribuição dos 3.º e 4.º lugares, a Rússia venceu a Argentina por 81-77 e conquistou a medalha de bronze.

EUA reforçam domínio na história olímpica

A história das finais olímpicas de basquetebol é esclarecedora: em 18 edições, os Estados Unidos venceram a medalha de ouro por 14 vezes. Desde Berlim 1936, apenas a União Soviética (Munique 1972 e Seul 1988), Jugoslávia (Moscovo 1980) e Argentina (Atenas 2004) quebraram a hegemonia norte-americana.

Das quatro edições dos Jogos Olímpicos que os EUA não venceram, uma delas acabou por ficar para a história como a final mais controversa de sempre (derrota por 51-50 contra a União Soviética, em Munique 1972) e outra foi dominada pela antiga Jugoslávia porque nenhum atleta norte-americano participou, na sequência de um boicote (Moscovo 1980).

Em Seul 1988, os EUA terminaram na 3.ª posição – na última edição dos Jogos Olímpicos em que não podiam jogar estrelas da NBA; e em Atenas 2004, os EUA foram batidos pela Argentina nas meias-finais por 89-81 e garantiram a medalha de bronze após uma vitória contra a Lituânia por 104-96.

Quanto à selecção de Espanha, esta foi a terceira medalha de prata no basquetebol masculino e sempre contra o mesmo adversário: Londres 2012 (EUA 107–Espanha 100), Pequim 2008 (EUA 118-Espanha 107) e Los Angeles 1984 (EUA 96-Espanha 65).