Descrição

Ronaldo salienta que a dimensão do país é determinante para a sua força futebolística

Foto: Nuno Ferreira Santos
Entrevista

Ronaldo aposta na selecção espanhola, mas ainda sobra dinheiro para Portugal

Se Cristiano Ronaldo tivesse um saco cheio de dinheiro, em que selecção apostaria para ganhar o Euro 2012? Mesmo dando de barato que um dos futebolistas mais bem pagos do mundo não tem um saco cheio de dinheiro, a resposta vale ouro: apostaria na selecção espanhola, porque não quer ser hipócrita, e na selecção portuguesa, porque se não o fizesse, nem teria viajado para a Polónia e para a Ucrânia.


Em entrevista ao jornal desportivo espanhol Marca, Ronaldo começa por admitir que o grupo em que a selecção portuguesa está incluído – com Alemanha, Holanda e Dinamarca – é "muito complicado". "Temos de somar cinco ou seis pontos para passar aos quartos-de-final. É difícil, mas não é impossível", considera.

Apesar de se mostrar confiante na prestação da selecção portuguesa, Cristiano Ronaldo coloca a equipa espanhola no topo da pirâmide. A selecção comandada por Vicente Del Bosque é "favorita para ganhar o Euro, sem dúvida. É uma das equipas mais fortes, que terá seguramente muitas hipóteses de chegar à final". Tanto assim, que o seleccionador espanhol "poderia fazer duas equipas e competir pelo título com ambas", elogia Cristiano Ronaldo.

Em defesa da qualidade da selecção de Portugal, Ronaldo explica que a dimensão de Espanha como país faz toda a diferença: "Tem mais futebolistas, tem a melhor liga do mundo, na qual jogam os melhores jogadores do mundo, e parte deles são espanhóis. Isto diz tudo. Portugal não tem tantas possibilidades como os espanhóis."

E o que pode, então, fazer Portugal neste Euro 2012? "Podemos fazer uma selecção competitiva, mas se se lesionarem dois ou três jogadores fundamentais, como Pepe ou Coentrão, não temos outros do mesmo nível para os substituir. Não temos outro Pepe. Na selecção de Espanha, se falta o Puyol, há outros três que podem fazer o mesmo lugar", afirma o "capitão" da selecção.

Por tudo isto, o coração está com a selecção de Portugal, mas a razão obriga a uma resposta que foge ao politicamente correcto. Questionado pelo jornalista da Marca sobre em quem apostaria para ganhar o Euro 2012, Ronaldo mostra-se dividido: "Se tivesse um saco cheio de dinheiro, apostaria na selecção de Espanha. Não vou ser hipócrita. Também apostaria em Portugal, sem dúvida. Se não apostasse, não teria viajado."