Descrição

Michel Platini considera-se o único capaz de destronar Blatter na FIFA, mas quer antes permanecer na UEFA

Foto: Robert Atanasovski/AFP
"Será um belo debate"

Platini quer Euro 2020 "em 12 ou 13 cidades" europeias

O presidente da UEFA, o francês Michel Platini, lançou a ideia de realizar o Europeu de futebol de 2020 em 12 ou 13 cidades de toda a Europa, em vez de um ou dois países.


A ideia foi lançada durante a reunião do Comité Executivo do organismo que rege o futebol europeu, realizada em Kiev, palco da final de domingo do Euro 2012 entre a Espanha e a Itália.

O Comité Executivo da UEFA decidiu dar até Dezembro deste ano ou Janeiro do próximo como prazos limite para tomar uma decisão sobre esta matéria, que, a ser aprovada, seria uma realização inédita, no ano em que serão comemorados os 60 anos de existência do campeonato.

"Vou fazer um anúncio que vai surpreender. Tive a ideia de ver o Euro em 2020 em toda a Europa. É uma ideia e o comité executivo aprovou que esta possa ser reflectida. Haverá reuniões com as federações e as decisões serão tomadas em Dezembro ou Janeiro", disse Platini, durante a conferência de imprensa de balanço do Euro 2012.

Para o dirigente máximo da UEFA, o Euro 2020 "em 12 ou 13 cidades" de toda a Europa seria uma forma de comemorar os 60 anos de existência do campeonato. Frisando: "É uma ideia que me agrada muito, e a grande maioria do comité executivo achou também que é uma bela ideia".

"Porquê obrigar um ou dois países organizadores a construir 10 novos estádios, aeroportos? Assim, haveria um estádio por país, por cidade, em toda a Europa, seria muito mais simples e menos caro. É uma ideia, não há nada decidido", adiantou.

Questionado sobre os custos devido às deslocações dos adeptos por toda a Europa, Platini disse: "Há companhias 'low-cost', mas certamente será um belo debate, com os prós e os contras, penso que será um belo debate".

Enquanto a ideia entra na sua fase de discussão, de momento, declararam a intenção de organizar a prova as antigas repúblicas soviéticas do Azerbaijão e da Geórgia, a concorrerem conjuntamente e a Irlanda, Escócia e País de Gales, numa candidatura a três. Em relação à candidatura turca a situação não é clara, uma vez que o interesse em organizar o Euro pode chocar com a candidatura aos Jogos Olímpicos do mesmo ano, cuja cidade organizadora será anunciada em 7 de Setembro de 2013.

O Campeonato da Europa conhecerá ainda uma outra alteração antes de 2020, quando a fase final passar das atuais 16 selecções para 24 concorrentes em 2016, prova que decorrerá em França.